As 8 melhores cidades europeias para os estudantes

Bem sabemos que entre os teus objetivos de vida está o desejo de partilhar a rua com grandes nomes de empresas tecnológicas em Palo Alto. Sabemos que eventualmente chegarás lá e até te podemos ajudar no percurso – temos muitos empregos para talentos-jovens.

Mas até conseguires, talvez queiras ficar a conhecer as 8 grandes cidades com o custo de vida mais barato na Europa. O ideal para qualquer estudante universitário ou recém-formado! De vagar se vai longe.

Seja apenas para visitar de passagem durante um fim-de-semana, para passar uns dias de férias com os teus amigos, ou para considerar como hipótese de destino de Programas Internacionais para estudantes, em baixo encontrarás uma pequena análise a cada uma destas opções.1. Barcelona, Espanha

A cidade mais importante da Catalunha acolhe também a sétima zona urbana mais povoada de toda a União Europeia. Aqui reúnem-se profissionais e turistas um pouco de todo o mundo, fazendo de Barcelona uma cidade rica em cultura e diversidade. Apesar disso, o custo de vida continua a ser muito inferior aos salários auferidos por aqueles que aqui vivem.

2. Sófia, Bulgária

A capital da Bulgária lidera a maioria dos estudos realizados a propósito do custo de vida nas cidades europeias. Uma típica viagem que envolva um hotel de três estrelas, transporte e refeições pode custar menos de 50€ por dia nesta cidade do leste europeu.

3. Praga, República Checa

Ao longo dos últimos anos, Praga tem-se vindo a tornar num dos destinos mais escolhidos por aqueles que viajam de forma low-cost. Essa realidade verifica-se também ao nível do estilo de vida, com preços abaixo daquilo que acontece em muitos outros sítios da Europa. Meio litro de cerveja na capital Checa pode custar apenas 1$!

4. Budapeste, Hungria

O baixo custo de vida de Budapeste está relacionado com vários fatores, mas o principal passa pela moeda. A comida, bebida e a maioria das atrações turísticas na capital húngara estão disponíveis a um preço acessível. Os spas termais são uma das atrações da cidade e incluem preços tão baixos como 5€.

5. Cracóvia, Polónia

Outro dos destinos em que o custo médio de vida é bastante reduzido é a capital da Polónia. Os voos de e para a cidade também estão disponíveis a preços acessíveis, o que transforma Cracóvia num destino excelente ao nível do low-cost. Ignorando as baixas temperaturas que se fazem sentir durante o Inverno, a vida noturna de Cracóvia é bastante ativa e a cidade é normalmente considerada um verdadeiro paraíso para os estudantes internacionais.

6. Vilnius, Lituânia

No extremo oriente da Europa, Vilnius assume-se como uma alternativa quase sempre menosprezada pela maioria dos guias de viagens e principais plataformas turísticas. A capital da Lituânia oferece um estilo de vida barato para aqueles que a procuram usar como base de residência, tendo ainda a vantagem de permitir viajar facilmente para outros pontos da Europa de leste.

7. Kiev, Ucrânia

A moeda ucraniana está gravemente desvalorizada face ao Euro, o que transforma a Kiev num destino de sonho para aqueles que preferem viajar ou viver em modo low-cost. Esse pormenor dá um incrível poder de compra aos turistas e visitantes que se aventuram nas ruas da capital ucraniana.

8. Riga, Letónia

O site Hotels.com classificou Riga como a segunda cidade mais barata da Europa. Aqui, a estadia num Hotel tem um custo médio de apenas 80$ por noite. Apesar de os voos para esta zona da Europa ainda serem algo caros, o custo de vida da cidade acaba por compensar.